ÚLTIMAS NOTÍCIAS / Homenagem
 
Proerd e BPEC são homenageados em sessão solene no Legislativo Paranavaiense
 
05/09/2018
Fonte: Secom CMP

Instrutores do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) e patrulheiros do Batalhão de Patrulha Escolar Comunitária (BPEC), receberam nesta segunda-feira (03), durante sessão solene no plenário, as Moções de Aplausos nº 047/2017 e nº 011/2018, referendadas pelo legislativo paranavaiense.
Instituídos pela Polícia Militar do Estado do Paraná e desempenhado por profissionais lotados no BPEC, os programas Patrulha Escolar Comunitária (PEC) e Proerd visam à ordem social, a prevenção do uso de drogas, entorpecentes e atos delituosos, bem como a transformação do ambiente escolar por meio da mudança de atitudes, na formação de uma sociedade melhor.
Os propositores da homenagem ao Proerd, vereadores Leônidas Fávero Neto e Claudemir Barini destacaram a importância do programa para o crescimento e o desenvolvimento global das crianças, tornando-os cidadãos críticos, com discernimento, capazes de ajudar no processo de construção de um país melhor. “Eu insisto que a minha fé, na mudança de nosso país é através da educação e do exemplo. E aqui, representando exatamente o que eu penso, estão os nossos policiais militares. Esta é uma noite para os senhores, do nosso reconhecimento pelo trabalho desempenhado pelo Proerd e pelo BPEC. Discursos não mudam um país, mas ações mudam. [...] É impressionante como estas crianças mudam. Como este tipo de ação traz resultado. Desculpe-me os amantes da liberalidade ou os apologistas do ilícito, a guerra contra as drogas será vencida através da educação, destas ações que efetivamente têm resultados. Parabéns. Continuem o trabalho de vocês. Este é um exemplo para a nossa sociedade”, afirmou Leônidas. 
O presidente da Casa de Leis, vereador José Galvão, proponente da homenagem ao BPEC enalteceu a importância da corporação. “Nosso agradecimento e carinho a estes policiais que tanto trabalham em prol da sociedade de Paranavaí. Nós acompanhamos o trabalho de vocês e sabemos que nossa cidade está muito bem servida na área da segurança. Isto é motivo de orgulho para nós, paranavaienses, em termos pessoas do quilate de vocês zelando por nós”, assegurou Galvão.  
Representando o prefeito Carlos Henrique Rossato Gomes, a secretária da Educação, professora Adélia Paixão, agradeceu e parabenizou o trabalho dos policiais. “Talvez vocês não tenham a dimensão da importância do trabalho que vocês fazem na vida das nossas crianças [...] Por um bom período eu consegui acompanhar os alunos que tinham a oportunidade de passar pelo Proerd. É impressionante a semente que vocês plantam em nossas crianças [...] que vão germinar e vão dar bons frutos. Essa sementinha salva muitas crianças e muitas famílias e vocês são orgulho para nós. Em nome do prefeito, da administração e da Secretaria da Educação, parabenizamos e agradecemos todo o carinho que vocês têm ao trabalhar o Proerd em nossas escolas”, discursou Adélia.
Receberam a homenagem o sargenteante Valdinei Costa da Silva, os patrulheiros escolares sargentos Maurício Antonio dos Santos e Christiane de Araújo Valim e os soldados Marco Antonio Santos, André Ribas e Bárbara Aparecida de Oliveira, além dos instrutores do Proerd, cabo Marcelo Barbosa Gimenes, soldado Glauce Maria Teixeira e soldado Antonio Marco Sgotti, representando a 3ª Companhia do BPEC, comandada pelo capitão Joel Guerreiro Martins, que não pôde comparecer a solenidade. 
Em nome do BPEC, o sargento Valdinei agradeceu a acolhida da Casa de Leis, aos vereadores autores, aos policiais da corporação, à comunidade de Paranavaí,  aos diretores das escolas e também ao major Jefferson, a qual designou como padrinho. “Nós somos um batalhão independente do 8º Batalhão, mas trabalhamos juntos e temos uma salinha neste batalhão, que sempre nos acolheu. [...] Por motivos particulares, nosso comandante não pode estar. Considero o major Jefferrson nosso padrinho em Paranavaí. Ainda agradeço aos policiais que aqui estão e trabalham comigo, do Proerd e da PEC. Eu coordeno estes dois programas aqui, mas nada sou sem a ajuda de todos. Sou uma soma entre vocês, profissionais de alto gabarito, a essência comunitária da Policia Militar do Paraná. Também agradeço a minha esposa Glauce e ao todo poderoso, pois nada fazemos aqui sem a sua vontade. Esse reconhecimento de vocês é um combustível para todos nós. Muito obrigado”, proferiu.
Emocionado, cabo Marcelo, falou da alegria em receber este reconhecimento. “Não tem maior coisa que edifica o homem que é a grandeza do reconhecimento. Estamos lançando uma semente e cremos que ela vai nascer. Agradeço a Câmara por esta honraria. Eu sou uma pessoa muito feliz porque faço o que gosto e quero, e quem faz aquilo que ama, faz com coração. Tenho orgulho de ser policial. Eu aprendi que temos que respeitar, amar a vida, ter regras, princípios. O Proerd trabalha família, escola e polícia, e sem a educação nada somos. A educação é uma ponte para os seus sonhos. Em quase 30 anos de caminhada na polícia, finalizando a minha carreira tenho certeza que cumpri com meus deveres. Tenho que agradecer ao BPEC, ao Proerd, ao 8º BPM, a Secretaria da Educação, ao Núcleo Regional de Educação, a minha família, amigos, alunos [...] Sozinho nós não somos nada, mas unidos no amor, no mesmo objetivo, nós sempre venceremos”, finalizou.

Breve história do Proerd
O proerd é a adaptação do programa norte-americano Drug Abuse Resistence Education (Dare) e foi implantado no Brasil em 1992, com o objetivo de valorizar a vida e a prevenção as drogas e à violência.
Desenvolvido em 58 países, nos cinco continentes, já atingiu mais de 50 milhões de crianças.        
Surgiu no Estado do Paraná, em 2000 e foi inserido em Paranavaí em 2002.
Em julho de 2008 foi incorporado ao Batalhão de Patrulha Escolar Comunitária, BPEC, como uma das ações de políticas públicas estaduais sobre drogas e violência. 
Desenvolvido pela Polícia Militar, em parceria com a Secretaria de Educação da rede de ensino fundamental pública e particular, consiste em um esforço cooperativo da PM, escola e família, com linguagem acessível por meio de uma variedade de atividades interativas.
Como resultado, tem diminuído problemas referentes à droga, violência e disciplina nas comunidades escolares.
O programa atende na circunscrição do 8º BPM os municípios de Paranavaí, Alto Paraná, Amaporã, Guairaçá, Mirador, Paraíso do Norte, Santo Antonio do Caiuá, São Carlos do Ivaí, São João do Caiuá, Tamboara e Terra Rica.
Desde a sua implantação, já formou mais de 15 mil alunos.

Breve história do BPEC
Partindo da necessidade que a Secretaria Estadual da Educação e a Polícia Militar do Paraná sentiam em dar resposta à população devido à crescente onda de violência, o Governo do Estado criou em 1994, na PMPR, a patrulha escolar que foi denominada de “Projeto Gralha Azul”.
No ano de 2003, visando uma parceria entre a PM, a Secretaria de Estado da Educação, por intermédio do Núcleo Regional de Ensino correspondente, a comunidade escolar composta por alunos, pais, professores, diretores, funcionários, administração e colaboradores, além da participação de instituições e autoridades locais dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário foi apresentado ao Comando-Geral da PMPR o programa “Por uma Escola Mais Segura”, a ser implantado nos municípios da região metropolitana de Curitiba e na capital. 
Recepcionado pela corporação, que editou a Diretriz nº 004/2003 – PM/3, o projeto que antes era apenas institucional, ganhou mais força. Foi implementado, melhorado e aprimorado dentro da filosofia e das estratégias do policiamento comunitário e ganhou status e estrutura de programa de Governo do Estado.
Foi assim que após a capacitação dos primeiros 65 policiais militares que atuariam em Curitiba e região metropolitana e de outros 80 para Londrina, que foi lançado oficialmente em fevereiro de 2004, a “Patrulha Escolar Comunitária”.
No final de 2007, a coordenação estadual encarregada pelo gerenciamento do programa, transformou-se em Batalhão de Patrulha Escolar Comunitária (BPEC), por meio da Lei nº 15.745 de 20 de dezembro de 2007, atribuindo a esta nova unidade especializada missões de caráter eminentemente preventivos com vistas à segurança e a antecipação de fatos delituosos em sistema de parceria ativa com a comunidade escolar.
Em 2008, o Decreto Estadual nº 2.348, criou o BPEC e o Decreto Estadual nº 2.349, aprovou os quadros de organização da PMPR, dentro os quais desta unidade. 
O BPEC tem como principal fonte de atuação, a prevenção aos atos delituosos, bem como a transformação do ambiente escolar por meio da mudança de atitudes, prevendo a inibição a crimes e contravenções penais, com os programas: Patrulha Escolar Comunitária (PEC), e o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd).
Com sede em Curitiba, sob o comando do tenente-coronel Ronaldo de Abreu, sua área de operação abrange todo o Estado do Paraná. Possui cinco companhias: 1ª (Curitiba), 2ª (Foz do Iguaçu), 3ª (Maringá), 4ª (Londrina) e 5ª (Ponta Grossa). 
Com atuação há 10 anos, os policiais são subordinados ao comando da 3ª companhia do BPEC, capitão Joel Guerreiro Martins. 

 
 Galeria de Fotos
 
 Outras Notícias
» Eleição da Mesa acontece nesta segunda-feira
» Legislativo presta homenagem ao 1º sargento Roni Péterson
» Comandante do 4º BPM é agraciado com a Medalha Dr. José Vaz de Carvalho
» Projeto de Lei que proíbe uso de narguilé em locais públicos é aprovado
» Comissões deliberam sobre projetos
» Legislativo se reúne com representantes da Sanepar
VER TODAS
 

HORÁRIO DE ATENDIMENTO: Segunda à Sexta-Feira, das 8:00 às 11:30 - 13:30 às 17:00


  Rua Bahia 208 - Centro - CEP: 87704-040 - PARANAVAI - Paraná  -  (44) 3421-4200